Menu


RE-PA deve ser marcado por estratégias

12 FEV 2017
12 de Fevereiro de 2017
Uma disputa que precisa de muita concentração, foco e movimentos friamente calculados para que tudo saia da forma pensada e o adversário seja derrotado. Poderia ser uma partida de xadrez, mas todos esses fatores são importantes para o clássico Re-Pa de hoje, às 16h, no Mangueirão, já que todos querem dar o xeque-mate e sair com a vitória. Do lado azulino, Josué Teixeira colocará suas peças no tabuleiro para levar os três pontos para o Baenão. Pelo Papão, Marcelo Chamusca vai armar a melhor estratégia para surpreender os remistas.

Durante toda a semana, os treinadores trabalharam no mistério, sempre com treinos fechados para ensaiar os melhores passos a serem dados para a partida deste domingo. Como no xadrez, cada jogada deve ser executada com precisão já que os erros, no campo e no tabuleiro costumam ser imperdoáveis, principalmente com dois estreantes clássicos. Josué Teixeira e Marcelo Chamusca, apesar de terem uma boa rodagem e muita experiência no mundo do futebol, vão para o seu primeiro Re-Pa e sabem que uma derrota nesta partida costuma custar muito caro para o lado perdedor.

Serão 11 peças de cada lado, e algumas, tanto azulinas quanto bicolores, podem surpreender e fazer com que sua equipe saia de campo aplaudida por uma torcida extasiada. Basta que saibam os atalhos do tabuleiro para chegar até o gol adversário.

Nesse momento, aliás, é que se dará a maior diferença do futebol para o xadrez. Com duas torcidas apaixonadas, que lotarão o Mangueirão na tarde de hoje, não haverá um segundo sequer de silêncio no estádio. Por isso, é bom os treinadores estarem com a estratégia muito bem traçada e os jogadores na ponta dos cascos, porque as torcidas estarão apoiando e, principalmente, cobrando um bom resultado e um belo xeque-mate diante do maior rival.


Fonte: Diário Online (DOL)
Voltar


Tenha você também a sua rádio